Husqvarna MC7 e HC8: bicicletas de montanha com pedigree

Com 122 anos de idade, a marca mais antiga de bicicletas sueca ainda é reconhecida sobretudo pelas motosserras, cortadores de relva, ou motos de cross. A entrada no mundo das bicicletas elétricas deverá mudar essa perceção. Para produzir os modelos elétricos a KTM Husqvarna estabeleceu uma parceria com a Pexco, uma empresa alemã já com muita experiência em design e fabrico de bicicletas elétricas.

A primeira coisa que chama a atenção é o facto de o motor ser bem visível, ao contrário do que acontece nas restantes marcas que optam por escondê-lo máximo possível. Seguindo a forte tradição da marca nas motos de todo o terreno, os designers optaram por deixar orgulhosamente o motor em destaque, todo à vista, estando, no entanto, bem protegido por baixo por uma espessa placa defletora em alumínio.

As bicicletas Hard Cross e Mountain Cross têm quadros em alumínio 6061 (não há carbono na gama) e são animadas pelo mesmo propulsor, o novo Shimano EP8 que auxilia na pedalada até aos 25 km/h: está mais suave e silencioso com 85 Nm de torque e uma bateria Simplo de 630 Wh. As semelhanças acabam aí pois são máquinas com diferentes propósitos. A MC7 está equipada com transmissão e travões Shimano XT, rodas DT Swiss H1900 tubeless 29” na frente e 27,5” atrás, forquilha Fox Float 36 Performance e amortecedor Fox DPS Performance, ambos com 150 mm de curso. À partida, segundo as especificações a Mountain Cross 7 é uma bicicleta de all mountain, no entanto os 150 mm de curso que oferece a diferença para uma bicicleta de enduro fica esbatida, principalmente se tivermos em conta os 24,5 kg que pesa (a HC8 só pesa mais 200 gramas).

Husqvarna Mountain Cross 7

Husqvarna Mountain Cross 7

Com a Mountain Cross 7 é possível pedalar horas a fio a explorar trilhos com algum grau de exigência. No teste que efetuámos percorremos um pouco mais de 40 km em terreno variado com cerca de 10% de subidas, algumas bastante técnicas. Utilizámos sobretudo o modo Trail e no final ainda nos restavam uns 20% de bateria.

Se as duas bicicletas têm praticamente o mesmo peso, então onde está a diferença? Os quadros são um pouco diferentes, mas é sobretudo no equipamento que a Hard Cross 8 se afasta da sua “irmã” MC7: a transmissão é Shimano Deore e os travões Shimano MT520 com um disco de 200 mm e pinça de quatro pistões na frente, as rodas são DT Swiss H1900 tubeless 27,5” à frente e atrás, já a suspensão e amortecedor são Fox Float 38 Performance e Fox Float X2 Performance, respetivamente, ambos com 180 mm de curso.

Husqvarna Hard Cross 8

Husqvarna Hard Cross 8

A Hard Cross 8 não é a bicicleta ideal para partir à descoberta sem rumo definido. Apesar de contar com o mesmo motor e bateria da MC7, o ângulo da coluna de direção mais aberto condiciona o conforto ao fim de alguns quilómetros, ainda que o ângulo do espigão do selim seja igual nas duas. Com a HC8 vamos querer pedalar até ao cimo do próximo trilho para o descer sem concessões. Os 180 mm de curso transformam as descidas irregulares e com mais obstáculos em autênticas ciclovias, só temos de apontar a frente para onde queremos ir e a Hard Cross 8 segue sempre colada ao chão. Só os saltos exigem um esforço adicional por parte do ciclista por causa do peso. Nos dois modelos a transmissão funcionou sem problemas, assim como a travagem: potente e progressiva sem mostrar sinais de fadiga.

A Husqvarna ao arriscar entrar no mundo das bicicletas elétricas parece ter feito uma aposta vencedora com modelos que transportam o pedigree da marca e qualquer fã das motos suecas irá querer ter também uma na garagem.

Husqvarna Mountain Cross 7
Motor: Shimano EP8 85 Nm Bateria: Simplo 630 Wh Ecrã: Shimano SC-EM800 Forquilha: FOX FLOAT 36 Factory 150 mm Amortecedor: FOX FLOAT DPS Factory 150 mm Espigão de selim: Husqvarna DropperPost Travões: Shimano XT BR-MT8120 203/203 Transmissão: Shimano XT/Deore 12-speed 10 – 51 Avanço: Husqvarna 35 40 mm Guiador: Husqvarna MTB35 780 mm Rodas: DT Swiss H1900 Spline 29/27,5″ Pneus: MAXXIS Recon Race/ Rekon EXO+ 29″ x 2.4″/27,5″ x 2.6″
Preço: 7 343 euros

Husqvarna Hard Cross 8
Motor: Shimano EP8 85 Nm Bateria: Simplo 630 Wh Ecrã: Shimano SC-EM700 Forquilha: FOX FLOAT 38 Performance 180 mm Amortecedor: FOX FLOAT X2 Performance 180 mm Espigão de selim: Husqvarna DropperPost Travões: Shimano BR-MT520 203/203 Transmissão: Shimano XT/Deore 12-speed 10 – 51 Avanço: Husqvarna 35 40 mm Guiador: Husqvarna MTB35 780 mm Rodas: DT Swiss H1900 27,5″ Pneus: MAXXIS Minion DHF / DHR EXO+ 27,5″ x 2,6″
Preço: 7 018 euros

Artigo original da autoria de Fernando Marques 

Fonte: https://www.motor24.pt

@ 13-10-2021 12:14:09


Mais